RÍTIMO DA CHUVA (John Gummoe - Versão de Demetrius)




Olho para a chuva
Que não quer cessar
Nela vejo o meu amor
Esta chuva ingrata
Que não vai parar
Prá aliviar a minha dor...



Eu sei que o meu amor
Prá muito longe foi
Numa chuva que caiu
Oh gente por favor
Prá ela vá contar
Que o meu coração
Se partiu...

Chuva!
Traga o meu benzinho
Pois preciso de carinho
Diga a ela
Prá não me deixar
Triste assim...

O ritmo dos pingos
Ao cair no chão
Só me deixa relembrar
Tomara que eu não fique
A esperar em vão
Por ela que me faz chorar...

Chuva!
Traga o meu benzinho
Pois preciso de carinho
Diga a ela
Prá não me deixar
Triste assim...

Oh chuva!
Traga o meu amor
Chove chuva, traga o meu amor...





Gostou? Compartilhe nas redes sociais.

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Deixe seu comentário. Ele é importante para nós. Apos verificação ele será publicado.

Curta A Nossa Fanpage

Novo Livro

Novo Livro
Você pode compra-lo ligando para (82) 99653-4849

Desfrute, leia, curta e compartilhe boa leitura. Volte sempre!

O que está procurando?

Muito grato pela sua visita. Visita de Nº




Instagram

Recent In Internet

Poesia em seu Smartphone ou Iphone

Poesia em seu Smartphone ou Iphone
use seu leitor de Qr Code

Receba Novidades

RECEBA GRATUITAMENTE NOVIDADES DO BLOG!

Coloque seu e-mail abaixo:

Poesia Galvaneana