Postagens

Os Leitores (Emanuel Galvão)

Imagem
Os tidos normais Leem com os olhos A paisagem pelas palavras Criadas
Os cegos Leem com dedos E com bastante tato Percorrem os corpos das páginas De letras tatuadas
Os surdos Leem as libras Os livros E os lábios
Os emotivos Têm seus motivos Para lerem sinestesicamente Hão de concordar aos sábios
Os malucos como eu Que vida tanto inquieta No ofício de ser poeta Despretensiosamente Lê o que outro sente
E os amantes Ao contrário das cartomantes Das quiromantes Leem além das cartas e das mãos O que não está oculto ao coração Algo que do corpo se revele Leem os desejos segredados... Em cada tipo de pele.

Copyright © 2015 by Emanuel Galvão 
All rights reserved.

Elogio ao Desejo & Outras Palavras / Emanuel Galvão,
Maceió - AL. - Quadrioffice Editora, Quatro Barras, PR, 2015.
Pag. 36

É a Vida - That's Life (Kelly Gordon / Dean Kay) Tradução

Imagem
É a vida (é a vida), é o que todos dizem
Você está no alto em abril, derrubado em maio
Mas eu sei que mudarei essa história
Quando eu voltar ao topo, voltar ao topo em junho

Eu disse que é a vida (é a vida), e por mais estranho que pareça
Algumas pessoas se divertem pisoteando sonhos
Mas eu não deixo, deixo isso me deprimir
Porque esse velho e belo mundo continua a girar

Eu já fui um fantoche, um indigente, um pirata, um poeta, um peão e um rei
Eu já estive por cima, por baixo, por dentro e por fora, e uma coisa eu sei
Toda vez que me encontro derrotado no chão
Eu sacudo a poeira e volto pra corrida

É a vida (é a vida), isso eu não posso negar
Eu pensei em desistir, amor, mas meu coração simplesmente não aceita
E se eu não pensasse que valesse só uma tentativa
Eu pularia direto em um grande pássaro e então voaria

Eu já fui um fantoche, um indigente, um pirata, um poeta, um peão e um rei
Eu já estive por cima, por baixo, por dentro e por fora, e uma coisa eu sei
Toda vez que me en…

23 Horas (Ademir João da Silva)

Imagem
Luzes da cidade
Gritos e gaitadas ao longe
O trem de carga das 23 horas
Esperança
Ânsia
Uma e outra reclamação
Mosquitos amassados
Asas quebradas
Pernas quebradas
Muriçocas fodidas no chão
Voo repentinamente abortado
Plasma não sugado
Noite da cidade
E uma lua nebulosa se ergue
Preguiçosa
Por trás de um pálido e fino lençol
De nuvens
E a baga tá lá, fria
Os arredores, desertos de ninguém
Com árvores negras, degraus e bancos de pedra
Igualmente negros e despreocupados.
São 23 horas.

Copyright © 2019 by Ademir João da Silva
All rights reserved.


Poema de Amor Para Ninguém em Especial (Mark O'Brien)

Imagem
Deixe-me tocá-la com minhas palavras
Pois minhas mãos inertes pendem
como luvas vazias
Deixe minhas palavras acariciarem seu cabelo
deslizar tuas costas abaixo
e brincar em teu ventre
pois minhas mãos,
de voo leve e livre como tijolos
ignoram meus desejos
e teimosamente se recusam a tornar realidade
minhas intenções mais silenciosas
Deixe minhas palavras entrarem em você
carregando tochas
aceite-as voluntariamente em seu ser
para que possam te acariciar devagarinho
por dentro.






Mark O’Brien

Biografia
Mark O’Brien (1949-1999) é um Poeta e jornalista americano. O’Brien contraiu poliomielite em 1955 e passou o resto da sua vida paralisado, com o auxílio de um pulmão de ferro. Mas isso não o impediu de lutar por se exprimir. E fê-lo como escritor de artigos e de poesia. Foi também um acérrimo defensor de pessoas com algum grau de incapacidade.

Foi co-fundador de uma editora – Lemonade Factory – que dedicou o seu trabalho à divulgação de poesia escrita por pessoas com algum tipo de deficiên…

A Reunião dos Bichos (Antônio Francisco)

Imagem
Eu vinha de Canindé  Com sono e muito cansado
Quando vi, perto da estrada
Um juazeiro copado.
Subi, armei minha rede,
Fiquei nele deitado.

Como a noite estava linda
Procurei ver o cruzeiro,
Mas cansado como estava
Peguei no sono ligeiro,
Só acordei com os gritos
Debaixo do juazeiro.

Quando olhei para baixo
Eu vi um porco falando,
Um cachorro e uma cobra
E um burro reclamando,
Um rato e um morcego
E uma vaca escutando.

O porco dizia assim:
-“Pelas barbas do capeta!
Se nós ficarmos parados
A coisa vai ficar preta...
Do jeito que o homem vai
Vai acabar o planeta.

Já sujaram os sete mares
Do Atlântico ao mar Egeu,
As florestas estão capengas,
Os rios da cor de breu
E ainda por cima dizem
Que o seboso sou eu.

Os bichos bateram palmas,
O porco deu com a mão,
O rato se levantou E disse:
– “Prestem atenção,
Eu também já não suporto
Ser chamado de ladrão.

O homem, sim, mente e rouba,
Vende a honra, compra o nome.
Nós só pegamos a sobra
Daquilo que ele come

Ela é Mar (Ademir João da Silva)

Imagem
Ela é mar
que invadiu, inundou
com corpo, alma, personalidade
política, arte
e eu, feito boca acanhada do Mundau
ante o oceano  escancarei-me!
virei ria* tresloucada e serelepe.
Também ganhei mais sal
mais gosto
diante do mundo
A minha cara? O meu cabelo?  A minha cabeça?
Um delicioso cheiro de maresia lagunar  manguesina
diversa da marítima
-virei estuário- .

É, ela é m a r
que inundou
afogou
e eu, feito boca acanhada do Mundau
ante o Atlântico
alarguei-me!
pra logo em seguida
derrengar-me, jazer lá
alagadiço meio tamponado
e ofegante por alguns momentos
imediatamente após a vaza da maré
-menos água, menos sal agora-
porém mais sabor e cor
e tão úmido e tão cheiroso.

Copyright © 2019 by Ademir João da Silva  All rights reserved. 

*substantivo femininoEsteiro ou braço de rio,
geralmente usado para navegação. ...
Costa rasa do mar com recortes profundos
(mais usada no plural):rias do mar.


**Modelo Emanuelle Batista, foto: Júnior Ferreira

Mutirão de Amor ( Jesse Silva / Jorge Aragao / Montgomery Nunis)

Imagem
Cada um de nós deve saber se impor  E até lutar em prol do bem estar geral
Afastar da mente todo mal pensar

Saber se respeitar
Se unir pra se encontrar
Por isso, vim propor
Um mutirão de amor
Pra que as barreira se desfaçam na poeira
E seja o fim, o fim do mal pela raiz
Nascendo o bem que eu sempre quis
É o que convém pra gente ser feliz
Cantar sempre que for possível
Não ligar pros malvados
Perdoar os pecados
Saber que nem tudo é perdido
Se manter respeitado
Pra poder ser amado

Click no link abaixo e ouça a música