Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Sextilha

Invenção de Orfeu UM MONSTRO FLUI NESSE POEMA] (Jorge de Lima)

Imagem
Catástrofe ambiental provocada pela Braskem [ [UM MONSTRO FLUI NESSE POEMA] Um monstro flui nesse poema feito de úmido sal-gema. A abóbada estreita mana a loucura cotidiana. Pra me salvar da loucura como sal-gema. Eis a cura. O ar imenso amadurece, a água nasce, a pedra cresce. Mas desde quando esse rio corre no leito vazio? Vede que arrasta cabeças, frontes sumidas, espessas. E são minhas as medusas, cabeças de estranhas musas. Mas nem tristeza e alegria cindem a noite, do dia. Se vós não tendes sal-gema, não entreis nesse poema.           Invenção de Orfeu, Canto Quarto, poema I

'A curva da letra S' (Pinto do Monteiro)

Imagem
Eu comparo esta vida A curva da letra S: Tem uma ponta que sobe Tem outra ponta que desce E a volta que dá no meio Nem todo mundo conhece. 

'A Faca da Saudade' (Brás Ivan)

Imagem
Acordei sentido angústia desesperado e sem calma senti algo me furando como um espinho de palma, era a faca da saudade cortando a carne da alma.