'...VÊ BEM ONDE PISES...' (Paulo Leminski)




Eu tão isósceles
Você ângulo
Hipóteses
Sobre o meu tesão

Teses sínteses
Antíteses
Vê bem onde pises
Pode ser meu coração

*Este poema não tem título no original

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A FLOR E A FONTE (Vicente de Carvalho)

Os Votos (Sérgio Jockymann)

Gritaram-me Negra (Victoria Santa Cruz)

Eu não gosto de você, Papai Noel!... (Aldemar Paiva)

A Reunião dos Bichos (Antônio Francisco)

Da Calma e do Silêncio (Conceição Evaristo)