CORSÁRIO (João Bosco, Aldir Blanc)




Meu coração tropical
Está coberto de neve


Mas
Ferve em seu cofre gelado
A voz vibra
E a mão escreve
Mar
Bendita lâmina grave que
Fere a parede
E traz
As febres loucas e breves
Que mancham o silêncio
E o cais

Roserais
Nova granada de espanha
Por você
Eu teu corsário preso
Vou partir
A geleira azul da solidão
E buscar a mão do mar
Me arrastar até o mar
Procurar o mar

Mesmo que eu mande em garrafas
Mensagens por todo o mar
Meu coração tropical
Partirá esse gelo
E irá
Como as garrafas de náufragos
E as rosas partindo o ar
Nova granada de espanha
E as rosas partindo o ar




Gostou? Compartilhe nas redes sociais.

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Deixe seu comentário. Ele é importante para nós. Apos verificação ele será publicado.

Curta A Nossa Fanpage

Novo Livro

Novo Livro
Você pode compra-lo ligando para (82) 99653-4849

Desfrute, leia, curta e compartilhe boa leitura. Volte sempre!

O que está procurando?

Muito grato pela sua visita. Visita de Nº




Instagram

Recent In Internet

Poesia em seu Smartphone ou Iphone

Poesia em seu Smartphone ou Iphone
use seu leitor de Qr Code

Receba Novidades

RECEBA GRATUITAMENTE NOVIDADES DO BLOG!

Coloque seu e-mail abaixo:

Poesia Galvaneana