Dimensão dos Sonhos (Mendonça Júnior)



Antônio toma o teu veleiro e sai
sem rumo certo, para o mais além,
antes que o vento pare e a tarde acabe.

Chega sempre mais longe quem não sabe
nem deseja saber aonde vai,
o que nenhum itinerário tem.

Persegue o amanhã, o mais distante,
velas abertas, quilhas sobre os mares
e, por muito mais longe que chegares.
tenta sempre ir um pouco mais adiante.

Solta os olhos andejos e tristonhos
no fugitivo azul do mais além,
o mar é grande, mas o mar não tem
a imensurável dimensão dos sonhos.



Gostou? Compartilhe nas redes sociais.

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Deixe seu comentário. Ele é importante para nós. Apos verificação ele será publicado.

Curta A Nossa Fanpage

Novo Livro

Novo Livro
Você pode compra-lo ligando para (82) 99653-4849

Desfrute, leia, curta e compartilhe boa leitura. Volte sempre!

O que está procurando?

Muito grato pela sua visita. Visita de Nº




Instagram

Recent In Internet

Poesia em seu Smartphone ou Iphone

Poesia em seu Smartphone ou Iphone
use seu leitor de Qr Code

Receba Novidades

RECEBA GRATUITAMENTE NOVIDADES DO BLOG!

Coloque seu e-mail abaixo:

Poesia Galvaneana