A Poesia Tem Seus Mistérios... (Bruna Lombardi)


(...) A poesia tem seus mistérios e um jeito sorrateiro de vencer o tempo e chegar às pessoas. A poesia entra em quartos solitários e acompanha quem sente que não pertence, quem tem dúvidas, quem chora em travesseiros, quem erra, quem acerta, quem procura. A poesia é extraordinariamente generosa. A poesia entra clandestina onde alguém precisa dela e só faz bem.(...)



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sintaxe À Vontade (Fernando Anitelli)

Eu não gosto de você, Papai Noel!... (Aldemar Paiva)

A Reunião dos Bichos (Antônio Francisco)

A FLOR E A FONTE (Vicente de Carvalho)

Gritaram-me Negra (Victoria Santa Cruz)

Os Votos (Sérgio Jockymann)

Eu Te Desejo (Flávia Wenceslau)