ELEGIA DA MÚSICA INVASORA (João Pinheiro de Andrade Lyra)


Certa música interna e azul me invade,
e o coração domina, e minha vida;
e o cérebro se esforça , mas duvida,
se é dor não sabe, ou se é felicidade...

E alegria não há, que tanto agrade
Meu ser que ao percebê-la se intimida,
e os mil arpejos teme da querida
e inspirada regência da saudade!

E a execução, que as vezes tanto dura,
tem sempre a mesma e bela partitura
que não sacia, mas abranda a fome

que teu amor, só ele, mataria,
pois essa intermitente sinfonia,
que me maltrata e alegra, tem teu nome!

Gostou? Compartilhe nas redes sociais.

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Deixe seu comentário. Ele é importante para nós. Apos verificação ele será publicado.

Curta A Nossa Fanpage

Novo Livro

Novo Livro
Você pode compra-lo ligando para (82) 99653-4849

Desfrute, leia, curta e compartilhe boa leitura. Volte sempre!

O que está procurando?

Muito grato pela sua visita. Visita de Nº




Instagram

Recent In Internet

Poesia em seu Smartphone ou Iphone

Poesia em seu Smartphone ou Iphone
use seu leitor de Qr Code

Receba Novidades

RECEBA GRATUITAMENTE NOVIDADES DO BLOG!

Coloque seu e-mail abaixo:

Poesia Galvaneana