A MANHÃ (José Minervino Neto)



Traz as cores e as coisas,
Desfaz o encoberto e o mistério.

É a manhã,
O dia.

Enfim, vejo o mundo,
Acordo e não sonho.

O primeiro raio de sol
Da primeira manhã do primeiro dia.

Vem do leste o cheiro da manhã,
Esse dia amarelo.

Respiro esse cheiro,
Possuo o mundo revelado pela manhã.

Acaba o dia, finda a tarde,
A manhã continua em teus olhos.

Copyright © 2013 by José Minervino Neto
All rights reserved.



Comentários

POSTAGENS MAIS VISISITADAS

'Somos queijo gorgonzola' (Maitê Proença)

PESSOAS VÃO EMBORA... (Marla de Queiroz)

TEM GENTE QUE TEM CHEIRO... (Ana Jácomo)

Gritaram-me Negra (Victoria Santa Cruz)

FICO ASSIM SEM VOCÊ (Abdullah / Caca Moraes)