APARIÇÃO (Italmar Lamenha de Albertim)

           
              


Esperei por ela no final da tarde,
Que por algum motivo não apareceu;
Então senti como a saudade arde,
E o céu azul de pena escureceu.
Mas, felizmente me surgiram estrelas,
Tais quais brilhantes num belo colar;
Cintilavam à noite, sobre o imenso mar
Impressionando que pasmava em vê-las.

Fiz-me forte em meu desalento
E aliei-me à solidão da rua;
Mas conduzida por um forte vento

Em minha frente, branca, meiga e nua,
Acenou-me rindo lá no firmamento
A tão querida e esperada lua.

Copyright © 2013 by Italmar Lamenha de Albertin
All rights reserved.

<!—anuncio –>





Comentários

POSTAGENS MAIS VISISITADAS

'Somos queijo gorgonzola' (Maitê Proença)

PESSOAS VÃO EMBORA... (Marla de Queiroz)

Gritaram-me Negra (Victoria Santa Cruz)

TEM GENTE QUE TEM CHEIRO... (Ana Jácomo)

FICO ASSIM SEM VOCÊ (Abdullah / Caca Moraes)

CANA DE AÇUCAR (Emanuel Galvão)