APARIÇÃO (Italmar Lamenha de Albertim)

           
              


Esperei por ela no final da tarde,
Que por algum motivo não apareceu;
Então senti como a saudade arde,
E o céu azul de pena escureceu.
Mas, felizmente me surgiram estrelas,
Tais quais brilhantes num belo colar;
Cintilavam à noite, sobre o imenso mar
Impressionando que pasmava em vê-las.

Fiz-me forte em meu desalento
E aliei-me à solidão da rua;
Mas conduzida por um forte vento

Em minha frente, branca, meiga e nua,
Acenou-me rindo lá no firmamento
A tão querida e esperada lua.

Copyright © 2013 by Italmar Lamenha de Albertin
All rights reserved.

<!—anuncio –>





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A FLOR E A FONTE (Vicente de Carvalho)

Gritaram-me Negra (Victoria Santa Cruz)

Cântico Negro (José Régio)

Eu não gosto de você, Papai Noel!... (Aldemar Paiva)

Os Votos (Sérgio Jockymann)

Eu Venho de Lá... (Rita Maidana)

A Reunião dos Bichos (Antônio Francisco)