MEU SERTÃO ESTÁ DE LUTO (Romero Baia)



Meu sertão fica mais triste
Quando morre um vaqueiro
E se ele for sanfoneiro
O sertanejo não resiste 
Grita esperneia e persiste
Asa branca pobre bichinho
Agoniada foge do ninho
Em busca do som do baião 
Morreu seu Dominguinhos
Sucessor do
Gonzagão 


Fica a pergunta no ar
De quem será a sanfona
De um dono ou de uma dona
Que possa nos alegrar
Tem que saber animar
Como animou
Gonzagão

No xote xaxado baião
Sem o fole rasgar
Seja ligeiro na mão
Quinem voo de carcará

Gostou? Compartilhe nas redes sociais.

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Deixe seu comentário. Ele é importante para nós. Apos verificação ele será publicado.

Curta A Nossa Fanpage

Novo Livro

Novo Livro
Você pode compra-lo ligando para (82) 99653-4849

Desfrute, leia, curta e compartilhe boa leitura. Volte sempre!

O que está procurando?

Muito grato pela sua visita. Visita de Nº




Instagram

Recent In Internet

Poesia em seu Smartphone ou Iphone

Poesia em seu Smartphone ou Iphone
use seu leitor de Qr Code

Receba Novidades

RECEBA GRATUITAMENTE NOVIDADES DO BLOG!

Coloque seu e-mail abaixo:

Poesia Galvaneana