Mãe (Mário Quintana)




Mãe... São três letras apenas
As desse nome bendito:
Também o Céu tem três letras...
E nelas cabe o infinito.



Para louvar nossa mãe,
Todo o bem que se disse
Nunca há de ser tão grande
Como o bem que ela nos quer...

Palavra tão pequenina
Bem sabem os lábios meus
Que és do tamanho do Céu
E apenas menor que Deus!



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Calma e do Silêncio (Conceição Evaristo)

Gritaram-me Negra (Victoria Santa Cruz)

A FLOR E A FONTE (Vicente de Carvalho)

Os Votos (Sérgio Jockymann)

A Reunião dos Bichos (Antônio Francisco)

'A Minha Avó Dizia-me...' (Paola Klug)

Literatura das Ruas (Sergio Vaz)