A FORÇA DO AMOR (Emanuel Galvão)




Todos ficaram espantados
porque ela trocou um atleta
por mim, um franzino poeta.

Eu fico envaidecido, quando
ela sorridente dá a explicação:
não troquei
músculos por intelecto,
a coisa não é bem assim;
troquei músculos por músculo.

Ele não tem um grande físico
mas, tem um enorme coração
por isso gosta de mim
com muito mais força.

Copyright © 2007 by Emanuel Galvão
All rights reserved.





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

'A Minha Avó Dizia-me...' (Paola Klug)

Receita Para Arrancar Poema Preso (Viviane Mosé)

A FLOR E A FONTE (Vicente de Carvalho)

Da Calma e do Silêncio (Conceição Evaristo)

MEUS SECRETOS AMIGOS (Paulo Sant'Ana)

Gritaram-me Negra (Victoria Santa Cruz)

A Reunião dos Bichos (Antônio Francisco)