QUADRO (Edna Lopes)




Um Homem e seu Cão
passeiam na tarde.
Caminham lado a lado
integrados à paisagem da cidade.

Passos sincronizados, elegantes,
num clima da grande camaradagem,
alegria e descontração.

Mãos firmes, corda retesada, olhar atento.
Volta e meia a voz do homem se sobrepõe
suavemente conduzindo a coleira.

O olhar do cão é de incondicional
amor humano
O olhar do Homem é de inconfundível
amor canino.
Serão felizes até que a morte os separe...

*veja mais da autora aqui:


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Calma e do Silêncio (Conceição Evaristo)

Os Votos (Sérgio Jockymann)

Eu não gosto de você, Papai Noel!... (Aldemar Paiva)

Gritaram-me Negra (Victoria Santa Cruz)

A FLOR E A FONTE (Vicente de Carvalho)

O Tempo (Roberto Pompeu de Toledo)

É a Vida - That's Life (Kelly Gordon / Dean Kay) Tradução