IRRESPONSÁVEL CORAÇÃO (Emanuel Galvão)



Preso por vontade
Pode o coração querer a liberdade
Mas, por ser irresponsável coração
Bate lento na saudade
Pois que avesso à solidão
Acelera por maldade
Quando da tua aproximação.
Esse mesmo coração que vai parar
Um dia
Bate com força e alegria
Cadenciando essa estonteante emoção.
E não adianta querer explicar
Se o coração foi feito para amar
Ou para a volúpia da paixão
Este irresponsável um dia vai parar
Para seu alívio, e nosso desespero e dor.
Por isso, se haveremos de morrer
Que seja como um vingar
Essa loucura que é amar
Ceder ao desejo e num torpor
Fender seu peito e se dar
Alma, corpo, coração
E, no êxtase dessa desorientação
Morrer enfim, de tanto amar.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISISITADAS

'Somos queijo gorgonzola' (Maitê Proença)

PESSOAS VÃO EMBORA... (Marla de Queiroz)

Gritaram-me Negra (Victoria Santa Cruz)

TEM GENTE QUE TEM CHEIRO... (Ana Jácomo)

FICO ASSIM SEM VOCÊ (Abdullah / Caca Moraes)

CANA DE AÇUCAR (Emanuel Galvão)