AS ESSÊNCIAS (Emanuel Galvão)



Quero fugir dos extremos.

Entre a afabilidade da pétala
E a dor aguda do espinho
Eu quero o aroma
A essência da flor.

Entre o desejo
E o frenesi da paixão
Eu quero o amor
A essência dos sentimentos.

Entre o sim enganador
E o não frio
Eu quero o talvez
A essência da esperança.

Entre o escuro tenebroso
E a claridade excessiva
Eu quero a penumbra
A essência do encontro amoroso.

Entre a tristeza desoladora
E a alegria estonteante
Eu quero o sorrir sincero
A essência da felicidade.

Entre o feio e o bonito
Eu quero “VOCÊ”
A essência do meu gostar.

Entre o passado e o futuro
Eu quero o presente
A essência dos momentos.

Entre a infância e a velhice
Eu quero a maturidade
A essência dos anos.

Entre a menina e a mulher
Eu quero a feminilidade
A essência do teu sexo.

Entre o nascimento e a morte
Quero viver sem demora
A essência dos momentos
Cada segundo de agora.



Copyright © 2007 by Emanuel Galvão
All rights reserved.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISISITADAS

'Somos queijo gorgonzola' (Maitê Proença)

PESSOAS VÃO EMBORA... (Marla de Queiroz)

Gritaram-me Negra (Victoria Santa Cruz)

TEM GENTE QUE TEM CHEIRO... (Ana Jácomo)

FICO ASSIM SEM VOCÊ (Abdullah / Caca Moraes)

CANA DE AÇUCAR (Emanuel Galvão)