ARTISTA (Natália Monte)


Retrato de Françoise (1946), Pablo Picasso

Não sou ourives, parnasianos,
Mas sei tecer: teço teus planos
Em meu tear cheio de prantos
A te molhar

Não sou Pandora, olimpianos,
Mas de mistérios me alimento
E das façanhas de todos os anos
Nos quais em ti busquei alento

Não sou simetria, neoclássicos,
Minhas telas correm soltas como Picasso
E vou deixando a cada passo
O mundo ainda menos estático

Artista é quem se expressa
Com a liberdade de um condor
Tamanha autenticidade dessa,
Voa alto aonde quer que for

E artista hei de ser,
Até não mais respirar
Oscilando entre céu e terra
Para quiçás, assim, poder voar.



Copyright © 2012 by Natália Monte
All rights reserved.


*veja mais da autora aqui:


Comentários

POSTAGENS MAIS VISISITADAS

'Somos queijo gorgonzola' (Maitê Proença)

PESSOAS VÃO EMBORA... (Marla de Queiroz)

Gritaram-me Negra (Victoria Santa Cruz)

TEM GENTE QUE TEM CHEIRO... (Ana Jácomo)

FICO ASSIM SEM VOCÊ (Abdullah / Caca Moraes)