EU SOU A VIDA (Cavalcanti Barros)





Não se enganem, sou a vida.
Magicamente contida
num corpo que Deus me deu.
Tudo simples, sem mistério:
Corpo morre.  Cemitério.
Vida não morre.  Sou eu.

Copyright © 2010 by Cavalcanti Barros
All rights reseserved.


José Cavalcanti Barros, que já foi jornalista, radialista e palhaço radiofônico, na velha Difusora, e que, no apogeu da maturidade, continua nos presenteando com maravilhosas poesias. (Arlene Miranda)

*veja mais de Cavalcanti Barro aqui:  http://movimentodapalavra.blogspot.com



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Votos (Sérgio Jockymann)

Eu não gosto de você, Papai Noel!... (Aldemar Paiva)

Gritaram-me Negra (Victoria Santa Cruz)

A FLOR E A FONTE (Vicente de Carvalho)

A Reunião dos Bichos (Antônio Francisco)

O Tempo (Roberto Pompeu de Toledo)