Pacto Com a Felicidade (Orlando Alves Gomes)

Imagem
De hoje em diante todos os dias ao acordar, direi: Eu hoje vou ser FELIZ ! Vou lembrar de agradecer ao sol pelo seu calor e luminosidade, sentirei que estou vivendo, respirando. Posso desfrutar de todos os recursos da natureza Gratuitamente. Não preciso comprar o canto dos pássaros, nem o murmúrio das ondas do mar. Lembrarei de sentir a beleza das árvores, das flores. Vou sorrir mais, sempre que puder. Vou cultivar mais amizades e neutralizar as inimizades. Não vou julgar os atos dos meus semelhantes ou companheiros. Vou aprimorar os meus. Lembrarei de ligar para alguém para dizer que estou com saudades ! Reservarei minutos de silêncio, para ter a oportunidade de ouvir.  Não vou lamentar nem amargar as injustiças. Vou pensar no que posso fazer para  Diminuir seus efeitos. Terei sempre em mente que um minuto passado,  não volta mais, vou viver todos os minutos proveitosamente. Não vou sofrer por antecipação prevendo futuros incertos, nem com atraso,  lembrando de coisas sobre as quais

CÍNICO (Emanuel Galvão)



O meu menino é assim: Sincero
Pelo menos é o que espero
Quando ele me diz coisas que qualquer mulher gosta de ouvir
Quando me beija a pele, começa sempre pela boca
E pra me deixar completamente louca
Percorre todo resto como um explorador
em terra nunca vista 
Consegue ser o meu amor
Carinhoso e detalhista
Em partes tão escondidas, tão sensíveis que me fazem rir
Sabe meu canto predileto
Cínico
Que conhecendo perfeitamente a geografia do meu corpo
Perde-se nele por completo
Pra poder redescobrir
Fingir que é novidade....
Nem sei se é por maldade
Que ele age assim
Pra poder me deixar com saudade
Dessa masculinidade que brinca
Feito criança
E me faz ter esperança
De tê-lo sempre pra mim.


(Emanuel Galvão - Livro Flor Atrevida - Quadrioffice/2007)


Comentários

  1. Minha nossa, que lindo lindo lindo, amei cada palavra ..

    ResponderExcluir
  2. Olá Anny!

    Muito obrigado, fico feliz que tenha gostado.
    Este blog está sempre a seu dispor. Imprima, Compartilhe, curta...
    Volte sempre!

    Grande abraço!

    Emanuel Galvão

    ResponderExcluir
  3. Muito bom, Emanuel. Sua poesia é bonita e bem estruturada. Abraço,
    JAC

    ResponderExcluir
  4. adorei o poema,e gostei demais do livro.
    sua poesia é "simples como água bebida na concha da mão."

    simples e linda!
    abraços poeticos.

    ResponderExcluir
  5. adorei o poema,gostei demais do livro.
    Sua poesia é "simples como água bebida na concha da mão"
    simples e linda!
    abraços poeticos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marta!
      Muito obrigado pelo carinho de sempre.
      Beijo no seu coração.

      Excluir

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Ele é importante para nós. Apos verificação ele será publicado.

Postagens mais visitadas deste blog

MEUS SECRETOS AMIGOS (Paulo Sant'Ana)

Os Votos (Sérgio Jockymann)

Eu não gosto de você, Papai Noel!... (Aldemar Paiva)

A FLOR E A FONTE (Vicente de Carvalho)

A Reunião dos Bichos (Antônio Francisco)

'ATÉ QUE A MORTE...' (Rubem Alves)

Felicidade (Vicente de Carvalho)

Pacto Com a Felicidade (Orlando Alves Gomes)

Eu Venho de Lá... (Rita Maidana)