A Margem Esquerda do Rio (Emanuel Galvão)


Em memória de Francisco Sales

Uma cidade edificada de história e conhecimento
Alicerçada na pedra da Sabedoria
Um monumento antigo e sempre novo
Um ícone do povo
Muito embora forjado na academia.


Quem viveu para preservar a memória
Mesmo que da vida destituído
Jamais será esquecido!
Pois soube edificar em rocha
Sua história,
A do seu povo...
Desse antigo casario
A margem esquerda do rio.

Habita agora na Casa do Penedo
Uma saudade...
Cada papel amarelado
Cada peça do acervo
Na margem daquele lado
Perde o Seio, o eixo o nervo...

Uma poeira,
Uma digital,
Um vento que entra de qualquer maneira
E percorre todo erêncio
- Ele aparente surdo à voz de todos -
Fala agora seus silêncios.

19.09.2018

Copyright © 2018 by Emanuel Galvão
All rights reserved.

Conheça mais de Francisco Alberto Sales e a Fundação Casa do Penedo

Francisco Alberto Sales, fundador da Casa do Penedo,
faleceu aos 78 anos em Brasília — Foto: Roberto Miranda/Arquivo pessoal
*19.11.1939 +18.09.2018





Comentários

POSTAGENS MAIS VISISITADAS

Gritaram-me Negra (Victoria Santa Cruz)

Eu não gosto de você, Papai Noel!... (Aldemar Paiva)

Eu Te Desejo (Flávia Wenceslau)

Olhos (Ademir João da Silva)

'Eu desejo que você consiga...' (Marla de Queiroz)

A FLOR E A FONTE (Vicente de Carvalho)

Elogio ao Desejo (Emanuel Galvão)

Da Calma e do Silêncio (Conceição Evaristo)