Mulher Sem Limites (Romance de Flor) (Emanuel Galvão)

Imagem
Você já figura no meu coraçãoDescalça e sem roupa como num salãoTão bela e tão doce, mulher sem limitesQuem dera que fosse... E assim exististesDançando ao ritmo de minha pulsação.Não cabes em rótulos, por que caberias?Palavras ou versos, talvez te seduza...Então, só então, tu abras tua blusaE ardente, insana, tu permitiriasVolúpias intensas de terna paixão.Porque minha pele não te resistiriaEs bela não nego, sou tão negligenteForas apenas bela, mas és inteligenteNão encontro virtude que assim a alcanceMelhor te amar, assim de relanceSem ilusões, sem juras de amorRomance de flor, sem dor sem espinhoCaindo as pétalas, restará: odor e carinhoAssim em meu sonho, te possuo inteiraTe amando pleno, não de qualquer maneira.
Copyright © 2020 by Emanuel Galvão
All rights reserved.

*Foto by: Ana Cruz

Apesar de Cigano (Altayr Veloso / Aladim Teixeira)




Andei pelo mundo procurando
Um grande amor
Zum-zum-zum de abelha
Farejando o mel da flor
E muitas mulheres foram flores
Nesse meu jardim
Mas não adiantou
Você estava em mim

Amei em Pequim
Em Jerusalém
Em Amsterdã
Mas o meu divã
É tua pele Tupi
Guaraná, Guarani
Cheguei em Paris
De lá pude ver
Toda tua luz
Minha Vera Cruz
Eu te amo
E apesar de cigano,
Só penso em você

A flor que despenca do teu galho
Morre de saudade da raiz
Minha Vera Cruz
Minha vida
Vera Cruz minha vida
Meu amor

Ladies e Madonas
Me entregaram os corações
E eu meio pirata
Naveguei nessas paixões
Mas tua luz de santa me acompanha
Aonde quer que eu vá
Cheguei em Bagdá
Você ainda estava em mim

Amei em Pequim
Em Jerusalém
Em Amsterdã
Mas o meu divã
É tua pele Tupi
Guaraná, Guarani
Cheguei em Paris
De lá pude ver
Toda tua luz
Minha Vera Cruz
Eu te amo
E apesar de cigano,
Só penso em você

Nossos curumins
Nossos butequins
Salve Mãe Oxum
Salve Deus tupã
Chico Mendes, zumbi, sapaim, Raoni
Saci-pererê, peixe com dendê,
Carne com fubá, Aie-ie Babá,
Saravá sucuri, sarará, cerêre

Amei em Pequim
Em Jerusalém
Em Amsterdã
Mas o meu divã
É tua pele Tupi
Guaraná, Guarani
Cheguei em Paris
De lá pude ver
Toda tua luz
Minha Vera Cruz
Eu te amo
E apesar de cigano,
Só penso em você


*Ouça a música na interpretação de Jorge Vercillo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Votos (Sérgio Jockymann)

MEUS SECRETOS AMIGOS (Paulo Sant'Ana)

Só quem vive bem os agostos é merecedor da primavera! - Miryan Lucy de Rezende

A FLOR E A FONTE (Vicente de Carvalho)

Gritaram-me Negra (Victoria Santa Cruz)

Pele (Emanuel Galvão)

A Reunião dos Bichos (Antônio Francisco)

Se Voltares (Rogaciano Leite)