Pacto Com a Felicidade (Orlando Alves Gomes)

Imagem
De hoje em diante todos os dias ao acordar, direi: Eu hoje vou ser FELIZ ! Vou lembrar de agradecer ao sol pelo seu calor e luminosidade, sentirei que estou vivendo, respirando. Posso desfrutar de todos os recursos da natureza Gratuitamente. Não preciso comprar o canto dos pássaros, nem o murmúrio das ondas do mar. Lembrarei de sentir a beleza das árvores, das flores. Vou sorrir mais, sempre que puder. Vou cultivar mais amizades e neutralizar as inimizades. Não vou julgar os atos dos meus semelhantes ou companheiros. Vou aprimorar os meus. Lembrarei de ligar para alguém para dizer que estou com saudades ! Reservarei minutos de silêncio, para ter a oportunidade de ouvir.  Não vou lamentar nem amargar as injustiças. Vou pensar no que posso fazer para  Diminuir seus efeitos. Terei sempre em mente que um minuto passado,  não volta mais, vou viver todos os minutos proveitosamente. Não vou sofrer por antecipação prevendo futuros incertos, nem com atraso,  lembrando de coisas sobre as quais

LENDO IVO (Emanuel Galvão)









Sinto saudades do que nunca fui,
do que deixei de ser, do que sonhei
e se escondeu de mim atrás da porta.

(Lêdo Ivo)


Ledo engano
Quem acha que o conhecia
Pela via da poesia.
Um nome substantivo
Para além do próprio
Adjetivo:
Ledo,
Alegre, contente, satisfeito, jubiloso.
Quem assim o descreveria?
Que não necessita de acento,
Para ser um imortal
Ter seu assento na academia.

Homem do mundo
Com alma dos eternos viajantes
Sempre de malas prontas
Foi abraçar Cervantes.
Quem gosta de viagens
Respeita as estações
Não questiona os preços
Das passagens
Faz uma leitura das paisagens
Aproveita as novas emoções.

Sabia que seu eu
Estava escondido atrás da porta
- E Deus a abriu
Completando a esmo
O verso –
- Vem Ivo! Contempla
A imagem de si mesmo
Passeia agora em outro universo.


Deixa O Ninho das Cobras
A Noite Misteriosa...
Adentra a porta.
Quem parte deixa para traz
O peso da carne e das mágoas
Ledo, alegre, contente, satisfeito, jubiloso.
Deixa também a aparente face de sisudo
E abre um sorriso...
Quem amava o paraíso das águas
Não há de estranhar
Qualquer outro paraíso.





Copyright © 2012. Todos os direitos reservados ao autor.

Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas

nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.






















Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A FLOR E A FONTE (Vicente de Carvalho)

Eu não gosto de você, Papai Noel!... (Aldemar Paiva)

Os Votos (Sérgio Jockymann)

MEUS SECRETOS AMIGOS (Paulo Sant'Ana)

Felicidade (Vicente de Carvalho)

A Reunião dos Bichos (Antônio Francisco)

Reinauguração (Carlos Drummond de Andrade)

Pacto Com a Felicidade (Orlando Alves Gomes)