Mulher Sem Limites (Romance de Flor) (Emanuel Galvão)

Imagem
Você já figura no meu coraçãoDescalça e sem roupa como num salãoTão bela e tão doce, mulher sem limitesQuem dera que fosse... E assim exististesDançando ao ritmo de minha pulsação.Não cabes em rótulos, por que caberias?Palavras ou versos, talvez te seduza...Então, só então, tu abras tua blusaE ardente, insana, tu permitiriasVolúpias intensas de terna paixão.Porque minha pele não te resistiriaEs bela não nego, sou tão negligenteForas apenas bela, mas és inteligenteNão encontro virtude que assim a alcanceMelhor te amar, assim de relanceSem ilusões, sem juras de amorRomance de flor, sem dor sem espinhoCaindo as pétalas, restará: odor e carinhoAssim em meu sonho, te possuo inteiraTe amando pleno, não de qualquer maneira.
Copyright © 2020 by Emanuel Galvão
All rights reserved.

*Foto by: Ana Cruz

*O QUE É UMA MENINA (Yasmin Smith)



Entre a adolescência e a infância,
existe um doce ser humano chamado menina.
Meninas são encontradas em todas as partes:
gritando em, arrumando-se na, dançando em uma,
chorando em um. Os pais as amam, os meninos as irritam,
os bebezinhos as adoram, o céu as protege.

Uma menina é a verdade usando gloss,
a sabedoria com a unha pintada,
a esperança do futuro mascando chiclete.
Quando você está fazendo a tarefa, uma menina é uma criatura tagarela que quer te atrapalhar.
Quando você quer que ela te obedeça, é uma rebelde
que só faz o que quer.

Uma menina é uma híbrida:
a beleza de uma flor, a inteligência de um matemático,
a criatividade e perfeição de uma Tarsila do Amaral.
Gosta de sorvete,
chocolate, shopping, festa,
bichinhos fofos, bebês, férias e roupas na moda.
Não é partidária de meninos, baratas, ratos,
castigo, sangue, Bem 10, palavrões e filmes de terror.

Ninguém mais tem coragem de colocar
em um só armário um batom, um diário,
uma foto de um cantor ou banda, um celular, 10 presilhas,
um caderninho com a tabuada, uma receita, um ursinho de pelúcia, cinco canetas e o material escolar.
Uma menina é uma criatura mágica:
você pode ignorá-la, mas não tirá-la de seu coração.
Pode até xingá-la, mas ela nunca sairá de sua mente.
Se você for um menino, queira ou não,
um dia se casará com ela.

Copyright © 2012 by Yasmin Melo Smith Moura
All rights reserved.

*Baseado no texto de Alan Beck - O que é um menino.
*Yasmin Melo Smith Moura, tem 10 anos e é aluna do 5º ano da Escola Semente.
Seu texto foi escrito a partir de uma proposta de leitura e produção de texto que se encontra no livro didático Construindo a Escrita vol. 5, Editora Ática, das autoras Carmen Sílvia Carvalho, Déborah Panachão, Sarina Kutnikas e Sílvia Salmaso. Orientada pela pedagoga Laudicea Maria de Souza.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Literatura das Ruas (Sergio Vaz)

MEUS SECRETOS AMIGOS (Paulo Sant'Ana)

A FLOR E A FONTE (Vicente de Carvalho)

Os Votos (Sérgio Jockymann)

Só quem vive bem os agostos é merecedor da primavera! - Miryan Lucy de Rezende

Reinauguração (Carlos Drummond de Andrade)

Gritaram-me Negra (Victoria Santa Cruz)