Ars Poética (Paulo Sabino)


marcar o papel a palavra
fogo
coisa que queime,
que permita combustão

rasgar a folha a metáfora
faca
coisa que corte,
que sangre emoção

lamber a linha a imagem
língua
coisa que arrepie,
que concentre tesão

molhar o branco a figura
água
coisa que inunde,
que contemple imensidão

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Literatura das Ruas (Sergio Vaz)

A FLOR E A FONTE (Vicente de Carvalho)

MEUS SECRETOS AMIGOS (Paulo Sant'Ana)

Reinauguração (Carlos Drummond de Andrade)

Os Votos (Sérgio Jockymann)

A Reunião dos Bichos (Antônio Francisco)