Ars Poética (Paulo Sabino)


marcar o papel a palavra
fogo
coisa que queime,
que permita combustão

rasgar a folha a metáfora
faca
coisa que corte,
que sangre emoção

lamber a linha a imagem
língua
coisa que arrepie,
que concentre tesão

molhar o branco a figura
água
coisa que inunde,
que contemple imensidão

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A FLOR E A FONTE (Vicente de Carvalho)

Gritaram-me Negra (Victoria Santa Cruz)

Os Votos (Sérgio Jockymann)

Eu não gosto de você, Papai Noel!... (Aldemar Paiva)

A Reunião dos Bichos (Antônio Francisco)

Receita Para Lavar Palavra Suja (Viviane Mosé)

PESSOAS VÃO EMBORA... (Marla de Queiroz)

Da Calma e do Silêncio (Conceição Evaristo)

CÍNICO (Emanuel Galvão)