Amores de Sonhar (Adriana Moraes)




Há de se ter delicadeza com os sonhos.
É que sonhar meu amor, requer maestria.
Por isso gosto dos amores de sonhar,
Mas sempre percorro o caminho dos amores possíveis...
Os impossíveis são para os sonhos antes de dormir.
É quando os meus pensamentos vadiam...
Eles não se perdem nas estradas...
Andam por caminhos desconhecidos sem se perder.
Atravessam vales,
Rompem barreiras,
Mas, juro meu amor,
Chegam até você.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A FLOR E A FONTE (Vicente de Carvalho)

Os Votos (Sérgio Jockymann)

Gritaram-me Negra (Victoria Santa Cruz)

Eu não gosto de você, Papai Noel!... (Aldemar Paiva)

A Reunião dos Bichos (Antônio Francisco)

Da Calma e do Silêncio (Conceição Evaristo)