Fim do Túnel (Rogério Dias)


Pelo sorriso ocultado
na cola
da criança que pede esmola
em frente ao palácio do imperador


pelo mau cheiro de merda
enfrente a nossa casa
pela nova descoberta
escondida pela NASA

Por qualquer coisa que seja
Pela flor da mussaenda
A luz do fim do túnel
Por favor, alguém acenda!

*TELA DE PLASMA, pg 69

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Votos (Sérgio Jockymann)

Eu não gosto de você, Papai Noel!... (Aldemar Paiva)

Gritaram-me Negra (Victoria Santa Cruz)

A FLOR E A FONTE (Vicente de Carvalho)

A Reunião dos Bichos (Antônio Francisco)

O Tempo (Roberto Pompeu de Toledo)