Postagens

Mostrando postagens de Março, 2014

Fez-se Book (Lelê Teles)

Imagem
Passava as tardes exposta na prateleira que era o umbral de sua porta farejando alguém que viesse folheá-la com os dedos úmidos como um livro

'A curva da letra S' (Pinto do Monteiro)

Imagem
Eu comparo esta vida
A curva da letra S: Tem uma ponta que sobe Tem outra ponta que desce E a volta que dá no meio Nem todo mundo conhece.

'Poeta é Preso em Flagrante Sorriso' - FOLHA DA AMARGURA (Sergio Vaz)

Imagem
FOLHA DA AMARGURA  Sergio Vaz

POETA É PRESO EM FLAGRANTE SORRISO

Neste sábado pela manhã, a tropa de elite do mau humor, fortemente armada, conseguiu prender o poeta Augusto, 44, que estava sorrindo, sem autorização, deliberadamente em mais uma manhã terrivelmente ensolarada.  Acusado de Idiota, o poeta foi enquadrado na lei nº777, denominada "Tristeza não tem fim" e imediatamente levado ao Departamento das caras amarradas, no Centro das Mágoas, em São Paulo.

O Dicionário (Islan Lisboa)

Imagem
Lembro-me de um inusitado presente que ganhei aos oito anos de minha mãe no dia das crianças. Estava bastante ansioso, como toda criança fica, esperando o dia 12 de outubro. Despertei feliz naquela manhã e quando vi o embrulho que ela trazia com um sorriso no rosto, e o brilho no olhar de quem espera ver a cara de uma criança ao desembrulhar o pacote.

A Vida é Loka (Sergio Vaz)

Imagem
Esses dias tinha um moleque na quebrada com uma arma de quase 400 páginas na mão.
Uma minas cheirando prosa, uns acendendo poesia.
Um cara sem nike no pé indo para o trampo com o zóio vermelho de tanto ler no ônibus.

Tango de Nancy (Francisco Buarque de Holanda)

Imagem
Quem sou eu para falar de amor
Se o amor me consumiu até a espinha
Dos meus beijos que falar
Dos desejos de queimar
E dos beijos que apagaram os desejos que eu tinha

Aviso da Lua que Menstrua (Elisa Lucinda Campos Gomes)

Imagem
Moço, cuidado com ela!
Há que se ter cautela com esta gente que
menstrua...
Imagine uma cachoeira às avessas:
cada ato que faz, o corpo confessa.
Cuidado, moço
às vezes parece erva, parece hera
cuidado com essa gente que gera
essa gente que se metamorfoseia
metade legível, metade sereia.

Os ausentes (Martha Medeiros)

Imagem
'Dentro da igreja, ajoelhe-se. No estádio de futebol, grite pelo seu time. Numa festa, comemore. Durante um beijo, apaixone-se. De frente para o mar, dispa-se. Reencontrou um amigo, escute-o.
Ou faça de outro jeito, se preferir: dentro da igreja, escute-O. Durante um beijo, dispa-se. No estádio de futebol, apaixone-se. De frente para o mar, ajoelhe-se. Numa festa, grite pelo seu time. Reencontrou um amigo, comemore.'



Eu não assisti ao programa, mas soube da história. O jornalista David Letterman recebeu Joaquim Phoenix para uma entrevista. O ator fez jus à fama de bad boy: não parou de mascar chiclete e só respondia com monossílabos e grunhidos, não facilitando o andamento da conversa. Letterman tentou, tentou, e como não conseguiu arrancar nada do sujeito, encerrou a entrevista com uma tirada que me pareceu perfeita: “Joaquin, uma pena que você não pôde vir esta noite” .

Quando uma pessoa se dispõe a dar uma entrevista, tem que entrar no jogo: responder com generosidade ao que…

'A Faca da Saudade' (Brás Ivan)

Imagem
Acordei sentido angústia
desesperado e sem calma
senti algo me furando
como um espinho de palma,
era a faca da saudade
cortando a carne da alma.

Fim do Amor (Sergio Vaz)

Imagem
Sim, o amor acabou,
mas obrigado por ter começado.
Fui feliz porque te amei
honrado por ter estado ao seu lado,
mas ainda que tua boca diga que me ama
o silêncio dos teus olhos aflige meu coração.

Desatino (Madalena Sofia Galvão Viana)

Imagem
E era noite. O vento entrava de janela adentro e enchia o quarto com um quê de frieza, estranheza. De fato tudo parecia diferente, o vazio se espalhara pelo cômodo e pelo jeito não tinha pretensões de ir embora nem tão cedo, pelo menos até a noite ir primeiro.                     O ruído dos automóveis lá em embaixo era distante, quase que um zumbido. Nem parecia ser na mesma cidade, na mesma hora. Estava separada do zum zum da rua por cinco andares.                 Já passara a hora do ângelus e o friozinho que entrava anunciava uma noite tenebrosa. Do cinzeiro a fumaça do cigarro perdia força. A qualquer momento a porta iria abrir e ela precisava de uma explicação. Os pensamentos se aglutinavam em sua cabeça e pareciam se perderem em meio a um turbilhão de dúvidas.

Outono (Djavan Caetano Viana)

Imagem
Um olhar uma luz ou um par de pérolas
Mesmo sendo azuis sou teu e te devo
Por essa riqueza

Os Ombros Suportam o Mundo ( Carlos Drummond de Andrade)

Imagem
*
            Chega um tempo em que não se diz mais: meu Deus.             Tempo de absoluta depuração             Tempo em que não se diz mais: meu amor.             Porque o amor resultou inútil.             E os olhos não choram.             E as mãos tecem apenas o rude trabalho.             E o coração está seco.

Velho Porto (Dydha Lyra)

Imagem
Em nossas vidas,
o acaso
se permite a todo instante.
E algumas coisas
não foram tanto assim.
Lembro que olhaste nos meus olhos,...
cansada de viagem

Dança Circular (Cida Lima)

Imagem
A roda gira... Dois pra lá Três pra cá Vai e volta A avançar. A cada passo Me uno Sigo o compasso Sem perder o prumo.

Para Sempre (Carlos Drummond de Andrade)

Imagem
D. Liege e Emanuel Galvão
Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.

Águas de Março (Antônio Carlos Brasileiro de Almeida Jobim)

Imagem
É pau, é pedra, é o fim do caminho
É um resto de toco, é um pouco sozinho
É um caco de vidro, é a vida, é o sol
É a noite, é a morte, é o laço, é o anzol
É peroba do campo, é o nó da madeira
Caingá, candeia, é o Matita Pereira
É madeira de vento, tombo da ribanceira
É o mistério profundo, é o queira ou não queira

Pedaço de Mim (Francisco Buarque de Holanda)

Imagem
Oh, pedaço de mim
Oh, metade afastada de mim
Leva o teu olhar
Que a saudade é o pior tormento
É pior do que o esquecimento
É pior do que se entrevar

O Desaparecido (Rubem Braga)

Imagem
Tarde fria, e então eu me sinto um daqueles velhos poetas de antigamente que sentiam frio na alma quando a tarde estava fria, e então eu sinto uma saudade muito grande, uma saudade de noivo, e penso em ti devagar, bem devagar, com um bem-querer tão certo e limpo, tão fundo e bom que parece que estou te embalando dentro de mim.

Invictus ( William E Henley - Tradutor: André C S Masini)

Imagem
Poema que inspirou Nelson Mandela na prisão

Do fundo desta noite que persiste
A me envolver em breu - eterno e espesso,
A qualquer deus - se algum acaso existe,
Por mi’alma insubjugável agradeço.

Nas garras do destino e seus estragos,
Sob os golpes que o acaso atira e acerta,
Nunca me lamentei - e ainda trago
Minha cabeça - embora em sangue - ereta.

Além deste oceano de lamúria,
Somente o Horror das trevas se divisa;
Porém o tempo, a consumir-se em fúria,
Não me amedronta, nem me martiriza.

Por ser estreita a senda - eu não declino,
Nem por pesada a mão que o mundo espalma;
Eu sou dono e senhor de meu destino;
Eu sou o comandante de minha alma.
*(Título Original: 'Invictus')Autor: William E Henley Tradutor: André C S Masini
Copyright © André C S Masini, 2000
Todos os direitos reservados. Tradução publicada originalmente
no livro 'Pequena Coletânea de Poesias de Língua Inglesa'

Invictus
by William E Henley
Out of the night that covers me,
Black as the Pit from pole to pole,
I …

Eu abro a janela e vejo a vida bela (Emanuel Galvão)

Imagem
Para D. Liége

'Penso em ti devagar, bem devagar, com um bem-querer tão certo e limpo, tão fundo e bom que parece que estou te embalando dentro de mim.' Rubem Braga
Eu abro a janela E vejo a vida bela Eu vejo muito a além das necessidades - Um mundo de possibilidades – Mais que louças para lavar Eu vejo que tive pão em minha mesa E os momentos de tristeza Serão por certo menos significativos Que os momentos de alegria Afinal, sentir é um atributo dos vivos.

Eu não sou fraca, sou fraquíssima! (Adriana Moraes)

Imagem
Eu cresci em meio a mulheres extremamente fortes. Fortes à sua maneira. Entre minha mãe, minhas tias e as agregadas da família, vi mulheres que tomavam decisões, matavam leões, matavam e morriam diariamente. Assisti essas mulheres defendendo suas crias de um estranho mundo que sempre foi cruel com elas mesmas. Testemunhei, despercebida, as lutas diárias e insanas delas para ter pão na mesa, para ter educação para suas crias, para ter um teto sobre suas cabeças. Essa força nas mulheres que eu conheço é tão natural que nem chega a ser qualidade, é necessidade. Essas mesmas mulheres, apesar da força, são machistas. Mas até isso me serviu de lição. Aprendi que o machismo e a opressão que ele nos causa, vem em parte, de nós mesmas. Nós estabelecemos de algum modo, as relações de gênero, nós construímos também essa cultura.

Dia Internacional da Mulher (Carlos Hilsdorf)

Imagem
'O fato de que ninguém
tenha vindo ao mundo
a não ser por uma mulher
demonstra a grandeza
deste ser que faz a ponte
entre o Céu e a terra.'

'E no longo capítulo das mulheres... - Desespero da Piedade - (Vinícius de Moraes)

Imagem
(...) E no longo capítulo das mulheres, Senhor, tenha piedade das mulheres
Castigai minha alma, mas tende piedade das mulheres
Enlouquecei meu espírito, mas tende piedade das mulheres
Ulcerai minha carne, mas tende piedade das mulheres!

Tende piedade da moça feia que serve na vida
De casa, comida e roupa lavada da moça bonita
Mas tende mais piedade ainda da moça bonita
Que o homem molesta — que o homem não presta, não presta, meu Deus! 
Tende piedade das moças pequenas das ruas transversais
Que de apoio na vida só têm Santa Janela da Consolação
E sonham exaltadas nos quartos humildes
Os olhos perdidos e o seio na mão. 

Sem Sentido (Nayara)

Imagem
O amor sentido nunca faz sentido até porque se fizesse sentido não seria amor

Convite (José Paulo Paes)

Imagem
Poesia é brincar com palavras como se brinca com bola, papagaio, pião.
Só que bola, papagaio, pião de tanto brincar se gastam.