Os Leitores (Emanuel Galvão)



Os tidos normais
Leem com os olhos
A paisagem pelas palavras
Criadas

Os cegos
Leem com dedos
E com bastante tato
Percorrem os corpos das páginas
De letras tatuadas

Os surdos
Leem as libras
Os livros
E os lábios

Os emotivos
Têm seus motivos
Para lerem sinestesicamente
Hão de concordar aos sábios

Os malucos como eu
Que vida tanto inquieta
No ofício de ser poeta
Despretensiosamente
Lê o que outro sente

E os amantes
Ao contrário das cartomantes
Das quiromantes
Leem além das cartas e das mãos
O que não está oculto ao coração
Algo que do corpo se revele
Leem os desejos segredados...
Em cada tipo de pele.


Copyright © 2015 by Emanuel Galvão 
All rights reserved.

Elogio ao Desejo & Outras Palavras / Emanuel Galvão,
Maceió - AL. - Quadrioffice Editora, Quatro Barras, PR, 2015.
Pag. 36

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Votos (Sérgio Jockymann)

A Reunião dos Bichos (Antônio Francisco)

A FLOR E A FONTE (Vicente de Carvalho)

MEUS SECRETOS AMIGOS (Paulo Sant'Ana)

Gritaram-me Negra (Victoria Santa Cruz)

CANA DE AÇUCAR (Emanuel Galvão)

Cântico Negro (José Régio)