Edna do Mar (José Minervino Neto)


Para Edna Constant

É de na beira do mar tanto morar
Que de olhar já sabia nosso amor

É de na beira do mar tanto morar
Que a espraiar em sonho me levou

É de na beira do mar tanto morar
Que sua casa é arte da maresia

É de na beira do mar tanto morar
Que Edna navega com alegria



Maceió, 15/07/18

Copyright © 2018 by José Minervino Neto
All rights reserved.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISISITADAS

Gritaram-me Negra (Victoria Santa Cruz)

Eu não gosto de você, Papai Noel!... (Aldemar Paiva)

Eu Te Desejo (Flávia Wenceslau)

Olhos (Ademir João da Silva)

'Eu desejo que você consiga...' (Marla de Queiroz)

Harmonia (Marla de Queiroz)

Elogio ao Desejo (Emanuel Galvão)

Da Calma e do Silêncio (Conceição Evaristo)

A FLOR E A FONTE (Vicente de Carvalho)