Os Pés no Chão (Emanuel Galvão)




Sabe seu moço, eu aprendi uma palavra nova.
Uma palavra da moda, pra se falar de democracia.
Tem a ver com falsidade, essa tal de hipocrisia.
Serve para o poder prender gente sem prova,

Mas deve ter alguma outra serventia:
Tirar de circulação o que os “home” desaprova,
Prejudicar quem já está com o pé na cova,
Silenciar, quem sabe, alguma teimosia.

Seu moço eu sou pessoa simples, “ignorante”,
Mas, não vivo num mundo de fantasia.
Quero lançar também meu grito retumbante!

Sabe os de luta? Pertenço a essa categoria.
Sou talvez um pé na cova com pés no chão.
Seu moço, os oprimidos fazem a revolução.


Copyright © 2018 by Emanuel Galvão
All rights reserved.




Comentários

POSTAGENS MAIS VISISITADAS

Gritaram-me Negra (Victoria Santa Cruz)

Eu não gosto de você, Papai Noel!... (Aldemar Paiva)

Eu Te Desejo (Flávia Wenceslau)

Olhos (Ademir João da Silva)

'Eu desejo que você consiga...' (Marla de Queiroz)

Harmonia (Marla de Queiroz)

Elogio ao Desejo (Emanuel Galvão)

Da Calma e do Silêncio (Conceição Evaristo)

A FLOR E A FONTE (Vicente de Carvalho)