MULHER POR EXCELÊNCIA (Emanuel Galvão)


Esse macho, que me vem como ladrão
Me rouba essa segurança de mulher
Despreza-me com esse olhar de mansidão
E me devora com seus beijos, quando quer.


Esse homem de sorriso cínico e jocoso
Que me cheira toda e me morde feito um cão
É meu menino de odor e carinho maravilhoso
Que me faz sua mulher, na febre da tesão.

Esse potente, sem físico de atleta
De olhar sensual e mente atirada
É meu herói, disfarçado de poeta
Que deita no meu ventre até a madrugada.

Esse ser devasso maquina toda a trama:
Beija meu ouvido, fala indecências
Deita-me em sua cama e diz que me ama
É quem me faz sentir mulher por excelência.

Copyright © 2007 by Emanuel Galvão
All rights reserved.


Comentários

POSTAGENS MAIS VISISITADAS

'Somos queijo gorgonzola' (Maitê Proença)

PESSOAS VÃO EMBORA... (Marla de Queiroz)

TEM GENTE QUE TEM CHEIRO... (Ana Jácomo)

Gritaram-me Negra (Victoria Santa Cruz)