MULHER PLURAL (Lou Correia)



Traz consigo
o riso, a dor,
a gargalhada,
o pôr-do-sol,
a aurora!

Tem, em seus sonhos,
de forma indelével,
as doces marcas
da eterna criança
e da esperança.

Às vezes,
tal qual adolescente,
medrosa e envergonhada,
foge do afeto estendido,
do toque sentido,
do abraço lançado e dos beijos
que lhe roçam a face.

Mas, nas perigosas entrelinhas
dos contratos do AMOR,
como Mulher Plural,
em essência e plenitude,
se entrega, doce e farta.
E deixa escapar
seu coração,
eterno apaixonado!

Copyright © 2005 by Lou Correia
All rights reserved.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISISITADAS

Gritaram-me Negra (Victoria Santa Cruz)

'Eu desejo que você consiga...' (Marla de Queiroz)

Eu Te Desejo (Flávia Wenceslau)

Eu não gosto de você, Papai Noel!... (Aldemar Paiva)

Da Calma e do Silêncio (Conceição Evaristo)

A Reunião dos Bichos (Antônio Francisco)