Postagens

Mostrando postagens de Março, 2017

Timidez - Eu Que Não Sei Falar de Amor (Emanuel Galvão)

Imagem
  Meu corpo deseja teu calor Volúpia que me faz enlouquecer Com fúria e sem nenhum pudor E a certeza de não te esquecer Eu que não sei falar de amor Resolvi escrever para você As flores exalam seu olor Antes que possam fenecer O sol fornece seu calor Antes da noite o esconder  Eu que não sei falar de amor Resolvi escrever para você Talvez haja um pouco de temor Mas preciso então esclarecer Revelar-me parece libertador Senão, sou capaz de padecer Eu que não sei falar de amor Resolvi escrever para você Das paixões sou colecionador Mas você me fez amolecer Com seu jeitinho encantador E beleza que não posso descrever Eu que não sei falar de amor Resolvi escrever para você Escrever é algo desafiador Mas que se pode aprender Amante não tem procurador Ninguém pode substabelecer Eu que não sei falar de amor Resolvi escrever para você Menina te falo com muito ardor Para você jamais me esquecer Ser poeta ou ser um trovador Nem se compara em te satisfazer Eu que não sei falar de amor Resolvi es

Tributo à mulher (Cícero Manoel)

Imagem
                                              Mulher eu te enalteço Pela tua valentia, Pela tua inteligência, Pela tua maestria, Por todos os teus conceitos Na luta por teus direitos Que cresce a cada dia. Mulher tu és corajosa, Mereces muito respeito, Nunca deixes de lutar, Lute, pois é teu direito. És uma grande guerreira, Mulher a tua bandeira Eu boto em cima do peito. O homem é teu dependente, Sem ti ele não é nada. És rainha da beleza, És uma flor delicada. A criação mais formosa A joia mais preciosa A deusa mais venerada. Pra governar o mundo Mulher, tu tens vocação, Governas melhor que o homem Em qualquer repartição, Nos milagres do poder Somente tu podes ser Nossa grande salvação. Tu tens bastante talento, Tudo tens imenso valor, Na terra tu és o ser Que inspira mais amor. Da luta nunca desista Nesse mundo tão machista Tu não és inferior. O homem não é teu dono, Tenho pena dos teus ais,