Furta-cor (Emanuel Galvão)



Teu beijo
é um trava língua
sempre gaguejo
pra falar de amor
sem ele fico a míngua


meus olhos são furta-cor
conforme a luz
muda o tom
na medida que me seduz
ou com a cor do teu batom

Copyright © 2014 by Emanuel Galvão
All rights reserved.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A FLOR E A FONTE (Vicente de Carvalho)

Os Votos (Sérgio Jockymann)

Gritaram-me Negra (Victoria Santa Cruz)

Eu não gosto de você, Papai Noel!... (Aldemar Paiva)

A Reunião dos Bichos (Antônio Francisco)

Da Calma e do Silêncio (Conceição Evaristo)