Postagens

Mostrando postagens de Março, 2013

SATCHITA - MANTRA DA PAZ (Enzo Buono, Carolina Farias)

Imagem
Peço a Deus,
Que os homens encontrem seus passos perdidos
E que os sonhos despertem esses olhos dormidos,
Que o amor transborde e que vivamos em paz;
Que os dias terminem com os braços cansados
E que a sorte só queria estar ao seu lado
Que a dor não me assombre, nem me cause desespero,
Peça a Deus.

MEU MANUAL DE INSTRUÇÕES (Martha Medeiros)

Imagem
"Pode invadir ou chegar com delicadeza, mas não tão devagar que me faça dormir. Não grite comigo, tenho o péssimo hábito de revidar. Acordo pela manhã com ótimo humor mas ... permita que eu escove os dentes primeiro.

Toque muito em mim, principalmente nos cabelos e minta sobre minha nocauteante beleza. Tenha vida própria, me faça sentir saudades, conte algumas coisas que me façam rir, mas não conte piadas e nem seja preconceituoso, não perca tempo, cultivando este tipo de herança de seus pais. Viaje antes de me conhecer, sofra antes de mim para reconhecer-me um porto, um albergue da juventude. Eu saio em conta, você não gastará muito comigo.

FASCÍNIO (Affonso Romano de Sant'Anna)

Imagem
Casado, continuo a achar as mulheres irresistíveis.
Não deveria, dizem.
Me esforço. Aliás,
já nem me esforço.
Abertamente me ponho a admirá-las.
Não estou traindo ninguém, advirto.
Como pode o amor trair o amor?
Amar o amor num outro amor
é um ritual que, amante, me permito.

'NÃO PERCEBI A CHEGADA DO OUTONO' (Marla de Queiroz)

Imagem
Não percebi a chegada do Outono. Mas eu sentia que estava embarcando numa nova estação: todas as árvores que (não) plantei, de repente, estavam nuas. E eu caminhava num tapete de folhas e flores. Os caminhos também se estreitaram e tive uma sucessão de perdas, ou melhor, tive uma sucessão de trocas. E assim, como toda pessoa que tem um coração pulsando, fiquei assustada demais com as mudanças. Mas agora já consigo perceber beleza na nudez de cada uma das minhas árvores prediletas. Elas apenas estão trocando de roupa enquanto eu troco de pele... Tamanha cumplicidade.

PLANETA ÁGUA (Guilherme Arantes)

Imagem
Água que nasce na fonte
Serena do mundo
E que abre um
Profundo grotão
Água que faz inocente
Riacho e deságua
Na corrente do ribeirão...

ARTE LONGA (Geraldo Amaral / Renato Rocha)

Imagem
O mundo é grande
Para nossos desencontros
A arte é longa
A vida breve e fim
Mas como pode um mar assim tão grande
Caber num mundo tão pequeno assim
Meu violão não pesa muito
Carrega tantas canções

SOBRE A DOR (Marla de Queiroz)

Imagem
Mas o que faz a dor? A dor quando bem vivida, percebida, acolhida, não passa de uma forte emoção. Nem toda dor é causada por alguém: dor de amor é a mais vulgar (no sentido de ser a mais comum), dor existencial é uma transcendência. Não evito minhas dores, vou até o cerne dos sentimentos, vejo-a tão vital quanto a alegria. Pois se, através deste processo também me vem a necessidade de autoinvestigação e evolução interna, por mais desnorteada que eu me veja enquanto inserida no emocional da situação, é esse desconforto que me indica o degrau acima, me tira da zona de conforto, me instiga a buscar uma nova direção. A dor bem aproveitada não deve ser temida, deve ser usada como ferramenta para o autoconhecimento, extirpação do mal-resolvido, para o crescimento. Eu não temo a dor, nem emoção alguma, se assim fosse, até a alegria me incomodaria. O que não permito é que ela me leve ao estado da prostração, da autopiedade ou de algo que não aceite regeneração. Dor transmuta-se. E o Tempo do…

VELHA ROUPA DESBOTADA (Emanuel Galvão)

Imagem
Vendo-a assim, nem parece confortável Surrada da vida até já desbotou Feito as pessoas puras, já amaciadas Pelos dissabores de sua pureza inextirpável Trazem o jeito ameno, de quem muito amou.

SEIO (Emanuel Galvão)

Imagem
Um descuido E teu seio sensualmente Mostra-se mais belo Que sob tua blusa transparente

MULHER PLURAL (Lou Correia)

Imagem
Traz consigo
o riso, a dor,
a gargalhada,
o pôr-do-sol,
a aurora!

Tem, em seus sonhos,
de forma indelével,
as doces marcas
da eterna criança
e da esperança.

Às vezes,
tal qual adolescente,
medrosa e envergonhada,
foge do afeto estendido,
do toque sentido,
do abraço lançado e dos beijos
que lhe roçam a face.

Mas, nas perigosas entrelinhas
dos contratos do AMOR,
como Mulher Plural,
em essência e plenitude,
se entrega, doce e farta.
E deixa escapar
seu coração,
eterno apaixonado!
Copyright © 2005 by Lou Correia
All rights reserved.

O QUERER (Emanuel Galvão)

Imagem
Mulher Como quisera beber da tua fonte Banhar-me na lubricidade do teu corpo E ver-me, assim, feito um menino No teu colo.

LUTAR PELO QUE É MEU (Chorão - Alexandre Magno Abrão )

Imagem
A gente passa a entender melhor a vida
Quando encontra o verdadeiro amor
Cada escolha, uma renuncia, isso é a vida
Estou lutando pra me recompor
De qualquer jeito, seu sorriso vai ser meu raio de sol
De qualquer jeito, seu sorriso vai ser meu raio de sol O melhor presente Deus me deu
A vida me ensinou a lutar pelo que é meu
O melhor presente Deus me deu
A vida me ensinou a lutar pelo que é meu
Então deixa eu te beijar até você sentir vontade de tirar a roupa
Deixa eu acompanhar esse instinto de aventura de menina solta
Deixa minha estrela orbitar, brilhar no céu da sua boca
Deixa eu te mostrar que a vida pode ser melhor mesmo sendo tão louca
De qualquer jeito, seu sorriso vai ser meu raio de sol
De qualquer jeito, seu sorriso vai ser meu raio de sol
O melhor presente Deus me deu
A vida me ensinou a lutar pelo que é meu
O melhor presente Deus me deu
A vida me ensinou a lutar pelo que é meu
Stop... They don't love like I love you
Stop... They don't love like I love you
Stooooooop stop

LUA ADVERSA (Cecília Meireles)

Imagem
Tenho fases, como a lua
Fases de andar escondida,
fases de vir para a rua...
Perdição da minha vida!
Perdição da vida minha!
Tenho fases de ser tua,
tenho outras de ser sozinha.

Fases que vão e vêm,
no secreto calendário
que um astrólogo arbitrário
inventou para meu uso.

E roda a melancolia
seu interminável fuso!
Não me encontro com ninguém
(tenho fases como a lua...)
No dia de alguém ser meu
não é dia de eu ser sua...
E, quando chega esse dia,
o outro desapareceu...

O OPERÁRIO EM CONSTRUÇÃO (Vinícius de Moraes)

Imagem
       E o Diabo, levando-o a um alto monte, mostrou-lhe  num momento de tempo todos os reinos do mundo. E disse-lhe o Diabo:  - Dar-te-ei todo este poder e a sua glória, porque a mim me foi entregue
 e dou-o a quem quero; portanto, se tu me adorares, tudo será teu.
E Jesus, respondendo, disse-lhe:
- Vai-te, Satanás; porque está escrito: adorarás o Senhor teu Deus e só a Ele servirás. Lucas, cap. V, vs. 5-8. 


Era ele que erguia casas
Onde antes só havia chão.
Como um pássaro sem asas
Ele subia com as casas
Que lhe brotavam da mão.
Mas tudo desconhecia
De sua grande missão:
Não sabia, por exemplo
Que a casa de um homem é um templo
Um templo sem religião
Como tampouco sabia
Que a casa que ele fazia
Sendo a sua liberdade
Era a sua escravidão.