Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2013

POR QUEM OS SINOS DOBRAM (Raul Seixas)

Imagem
Nunca se vence uma guerra lutando sozinho Você sabe que a gente precisa entrar em contato Com toda essa força contida e que vive guardada O eco de suas palavras não repercutem em nada
É sempre mais fácil achar que a culpa é do outro Evita o aperto de mão de um possível aliado, Convence as paredes do quarto, e dorme tranquilo Sabendo no fundo do peito que não era nada daquilo
Coragem, coragem, se o que você quer é aquilo que pensa e faz Coragem, coragem, eu sei que você pode mais









MOTO-CONTÍNUO (Bruna Lombardi)

Imagem
Eu não sabia o que fazer, e abri a blusa.
Mais tarde eu ia dizer: foi sem pensar.
Ele me achou desnorteada, confusa,
Como acharia qualquer mulher que abre a blusa
E faz tudo que eu fiz só pra agradar.

HISTÓRIA DE FOGO (Juliano Beck de Oliveira)

Imagem
“A palavra oral não dá rascunho” já dizia o Manoel de Barros. Consiste esse aforismo na mais pura simulação da verdade de que se tem notícia. Não dá rascunho porque não engravida de livros, a palavra oral é despretensiosa, irresponsável, se dedica apenas aos deleites momentâneos, depois se esvai e raramente resta alguma prova cabal do ato consumado, quando muito uma marca de batom se o orador em questão for um tanto quanto descuidado.
Por sua vez, a palavra escrita... ah, essa costuma prostrar o leitor no papel e abusá-lo em todas as posições sintáticas que o termo é capaz de exercer. Não satisfeita, exige ser alçada aos confins do vento e, por declamação, eis meu poema na tua boca outra vez, latejando de sentido. E um ou dois enunciados não bastam, é hora de deitar novamente, pois a pena em riste não cessa de escrever, lançando em teu ventre o sêmen do gosto pelas artes verbais. Incontáveis são os artifícios literários urdidos para que se cumpra religiosamente a estética da conjunção…

"OLHO NU - IDEOGRAMAS OCIDENTAIS" (Tchello d'Barros)

Imagem
...................................
naked heye
mais luz do que o sol do meu céu só o som do seu sim


.........................


tem dia que tem sol tem dia que tem lua tem dia que ela

A FELICIDADE (Vinícius de Moraes, Tom Jobim)

Imagem
Tristeza não tem fim
Felicidade sim...

A felicidade é como a pluma
Que o vento vai levando pelo ar
Voa tão leve
Mas tem a vida breve
Precisa que haja vento sem parar.

O PALHAÇO (Emanuel Galvão)

Imagem
Ele não era um palhaço, Só queria ser feliz, Fazendo outros felizes. Queria sorrisos, só risos.

MAR (Paulo Leminski)

Imagem
aqui nesta pedra alguém sentou olhando o mar o mar não parou pra ser olhado foi mar pra tudo quanto é lado