Mulher Sem Limites (Romance de Flor) (Emanuel Galvão)

Imagem
Você já figura no meu coraçãoDescalça e sem roupa como num salãoTão bela e tão doce, mulher sem limitesQuem dera que fosse... E assim exististesDançando ao ritmo de minha pulsação.Não cabes em rótulos, por que caberias?Palavras ou versos, talvez te seduza...Então, só então, tu abras tua blusaE ardente, insana, tu permitiriasVolúpias intensas de terna paixão.Porque minha pele não te resistiriaEs bela não nego, sou tão negligenteForas apenas bela, mas és inteligenteNão encontro virtude que assim a alcanceMelhor te amar, assim de relanceSem ilusões, sem juras de amorRomance de flor, sem dor sem espinhoCaindo as pétalas, restará: odor e carinhoAssim em meu sonho, te possuo inteiraTe amando pleno, não de qualquer maneira.
Copyright © 2020 by Emanuel Galvão
All rights reserved.

*Foto by: Ana Cruz

O Acendedor de Esperanças da Rua (Emanuel Galvão)


Basta de verdades baratas. 
Arrancai o ranço do coração! 
As ruas são nossos pincéis 
e paletas as nossas praças. 
No livro do tempo 
ainda não foram cantadas 
as mil páginas da revolução.
Para a rua, futuristas, 
tambores e poetas! 

                                                               Vladimir Maiakóvski 

*Para Letícia Sabatella & Jonathan Silva

La vem o acendedor de esperanças da rua
Este mesmo que vem com sua inquietude,
Seus sonhos, suas dores, a juntar-se a tua,
A transformar, utopia e poesia, em atitude.

Um, dois, três corações, acende e continua
Outros mais a acender, inadvertidamente,
A medida que as trevas, rasteira insinua
Uma estupidez humana, viral e indecente.

Triste ironia atroz que Jorge nos apresenta:
O cordeiro inocente a apostar em lobos,
Enquanto o covarde, da escolha, se isenta.

A insídia do fascismo, se ergue e continua,
Na ilusão do apelo patriótico e seus arroubos.
Fez florescer, acendedores de corações na rua.


- Com Licença poética: Emanuel Galvão
30.10.2018


Copyright © 2018 by Emanuel Galvão
All rights reserved. 

*Letícia Sabatella









Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MEUS SECRETOS AMIGOS (Paulo Sant'Ana)

Os Votos (Sérgio Jockymann)

Mulher Sem Limites (Romance de Flor) (Emanuel Galvão)

Gritaram-me Negra (Victoria Santa Cruz)

Felicidade (Vicente de Carvalho)

A Reunião dos Bichos (Antônio Francisco)